Skip to content

Produção Alunos

Cultura e Mídia - Atividades - Programa

1) Textos produzidos por alunos da Faculdade Estácio de Sá – JF. Trabalho opinativo sobre a relação entre Mídia e Cultura:

_________

A influencia da mídia na cultura brasileira

A mídia exerce uma gigantesca influência sobre os seus espectadores. Os meios de comunicação são os responsáveis por informar a população de fatos ocorridos e de fatos que poderão ocorrer. Assim estes dão informações históricas, presentes e futuras, como a previsão do tempo, tendências da moda, carros conceitos etc.

Independente do fato que a mídia esteja expondo, ela o faz como a representante da voz do povo. Quando uma noticia é dada é como se fosse uma nação dizendo ao seu povo como é o comportamento das pessoas. Estas pessoas tendem a seguir esta informação concretizando a influência midiática.   Assim sendo, quando os “hábitos” desta nação mudar e isto for divulgado pelas mídias, todas as demais pessoas almejarão seguir a nação, mudando de comportamento também.

Quando os meios de comunicação descobriram este “poder” eles perceberam que não necessariamente deveria haver uma precisa previsão das tendências, mas que quaisquer tendências anunciadas (verdadeiras ou não), seriam tomadas como verídicas e assim seguida por aquela nação.

Ulisses L. Santos

Jor – Noite – 4° p.

____________

Cultura e Mídia: a importância da fonte

Muitas pessoas acham que a imprensa exagera no relato dos fatos. Eu discordo. Primeiro porque não é o jornalista, não é o editor, não é ninguém na redação que fala para o público. São as fontes. São os especialistas. É quem realmente entende do assunto. O profissional apenas narra, relata e edita de acordo com o supõe ser de mais relevância e de interesse público. Portanto, sempre que alguém, que sabe que faço faculdade de jornalismo, comenta comigo sobre isso, eu logo explico e consigo convencer de que o raciocínio dele (a) está errado. Um exemplo é o recente caso da Gripe A. Muitos falam que mídia quer assustar a população e, na verdade, não vejo, de fato, os jornais darem opinião alguma. Única coisa que vejo são os especialistas alertando. Ou seja, fala e/ou exagera, quem realmente é capaz para tal. Se é verdade ou mentira, não diz respeito à imprensa. Claro que foi relatado no seu veículo de comunicação, mas quem fez a pesquisa, estudou e foi até a imprensa afirmar algo, é o entrevistado. As declarações saíram da boca da fonte.

Outro caso mais próximo que pode comprovar isso, é o da ex-secretária de saúde, Eunice, que saiu do cargo para não compartilhar das omissões de informação à população de juizforana sobre a Gripe A. Fontes seguram confirmam que a saída dela de deu a esse fato. Quer dizer, quem omite informação ou exagera nelas, são as fontes, não os repórteres.

Por outro lado, tem a parte de orientação a toda sociedade. Como educação, saúde, cultura, entretenimento e etc. Quando o jornalismo contribui para a formação social do individuo. Muitas vezes as pessoas confundem e acham que a mídia quer alienar. A meu ver, ela só quer o bem de todos e luta pela ética tanto política (dos deveres) quanto dos cidadãos (dos direitos). Usando e abusando de ser o Quarto Poder, creio que a imprensa atual está prestando um excelente trabalho e contribuindo para o bem social de todos. Procurando sempre produzir matérias específicas e bem apuradas, buscando dar dicas para o consumidor, de beleza, de boa alimentação e muito mais vantagens, que sabendo aproveitar, dará bons resultados futuros.

Thuiâny Lima Ribeiro

6°Período de Jornalismo

____________

A influência da mídia na cultura brasileira: uma manipuladora

A mídia é uma grande manipuladora na cultura dos brasileiros, seja em uma novela, programa ou até mesmo em um telejornal. Dependendo de como uma notícia é passada, ela acaba sendo imparcial e dando influência na vida das pessoas.

Na minha opinião, a TV é o meio de comunicação de massa no qual mais se abrange esse aspecto de manipulação, ela tem uma grande importância sobre a opinião das pessoas e nem sempre é ética da forma que deveria ser, verdadeira e que respeite o seu público.

A mídia está em todo lugar, seja até mesmo em residência de pessoas mais humildes. O rádio, por exemplo, é um dos meios de comunicação mais barato que existe, qualquer pessoa pode ter acesso a um e desfrutar da imparcialidade de seus locutores e jornalistas.

Enfim, a mídia é uma grande influenciadora sim na cultura dos brasileiros e tem um grande poder em persuadir o público, mudar suas opiniões e fazer com que mude a cultura das pessoas e a maneira de agir sobre um determinado assunto.

Emanuelly Andrade

5º período de Jornalismo – Cultura e Mídia

_________

Influência da mídia na cultura brasileira: TV, Música e Futebol

A mídia televisiva é a que mais influência na nossa cultura, pois a programação oferecida não é escolhida pelo público. A TV aberta oferece uma programação com pouquíssimos ensinamentos úteis à população.

Então tudo que se passa na vida de outras pessoas nas novelas, acaba influenciando o povo brasileiro. As pessoas acabam imitando os personagens, usando a bolsa que a personagem da novela usa, os brincos e até o jeito de falar. Outra forma de influencia em nossa cultura é a música, que atualmente é feita para a massa. Músicas com letras fáceis, para que sejam rapidamente “decoradas” pelas pessoas e rapidamente esquecidas também, para que o mercado midiático continue constantemente lucrando com a venda de seus produtos. Com isso a população fica acostumada com o simples, com o que não é necessário refletir.

Não podemos deixar de falar do futebol, que é uma das maiores influencias da nossa cultura, sendo cada vez mais “alimentada” através da programação esportiva excessiva, na mídia brasileira, com programas esportivos diários e com a transmissão de jogos mais de uma vez por semana.

Danielle Macedo

5ª período de Jornalismo

_________

A mídia influencia diretamente a cultura brasileira

A mídia tem influência direta na cultura brasileira uma vez que a população não oferece resistência nenhuma ao que é veiculado nos meios de comunicação, o brasileiro consome esses produtos midiáticos de forma passiva e se deixa levar pelas informações contidas neles, tornando essas informações verdades absolutas.

A Rede Globo de Televisão, por exemplo, é acusada de manipular por meio de um debate as eleições presidenciais de 1989, quando o atual presidente Luís Inácio Lula da Silva era adversário de Fernando Collor de Mello, a versão editada do último debate transmitido pela Globo teria favorecido Collor que venceu as eleições. “A partir do momento em que você tem um instrumento de comunicação que atinge 99% dos habitantes do país, e esse instrumento de comunicação veicula como verdade absoluta, um ponto de vista elaborado por meia dúzia de ungidos pelo poder, acaba-se com toda a possibilidade de democracia no país.” Trecho da entrevista do então sindicalista Lula após as eleições de 89. Nesse caso deve-se dizer que a mídia teve influência não só na cultura brasileira, como também na história. Mudou o rumo da situação. O fato é que o que foi dito, o que foi veiculado, se tornou verdade, poucas são as pessoas que discutem, ou acreditam em outra versão.

Outro exemplo claro, é a influência das novelas na moda, nas formas de agir, de vestir e até de falar das pessoas. Atualmente está no ar a novela ‘Caminho das Índias’, em decorrência disso vemos muitos adereços indianos nas vitrines, roupas com traços indianos, palavras indianas que as pessoas falam e nem ao menos sabem  o significado.  Essa é a passividade da qual eu falava, está na mídia, deve ser bom, deve ser verdade.

Enfim nesse texto foi tratada a televisão como principal meio midiático de influência, porque no meu ponto de vista ela realmente é, já que a TV é a mídia mais acessível a toda a população, podendo assim influenciar mais.

Camila Miranda Evangelista

______________

A TV E SUA INFLUÊNCIA SOBRE A CULTURA BRASILEIRA

A televisão influencia a cultura dos brasileiros desde o seu surgimento, na moda e também nos hábitos e costumes. Acredito que isso é muito prejudicial para a população, que acaba se tornando consumista. Seja por sempre comprar aquilo que vê na propaganda ou na telenovela, por exemplo, ou por aceitar alguma posição política que antes rejeitava. A maioria das crianças que foram criadas por essa “babá eletrônica” acabam “seduzidas” pelo bombardeio de propagandas, portanto se tornam consumistas e passam por todas as fases da vida da mesma maneira e compram produtos que muitas vezes nem utiliza.

Esse meio de comunicação é o que mais influencia a população brasileira, exemplo disso é que diversas mulheres compram roupas e acessórios que são utilizados nas telenovelas, e as vezes se comportam como algumas personagens. Outro exemplo é a proliferação de informações como sobre a Influenza A (H1N1), que deixa de certa forma, todos em estado de alerta. Isso contribuiu para a venda de máscaras para proteção do rosto e álcool em gel, para a higiene das mãos, produtos que estavam acumulados em muitas prateleiras.

Não podemos atribuir essas situações apenas à televisão, porque os outros meios de comunicação também contribuem para a absorção de informações, mas considerando que a TV é o meio que possui maior presença em lares brasileiros, podemos confirmar o maior alcance de sua atuação. Essa influência também pode ter um lado bom, como por exemplo, na luta pela diminuição de determinados preconceitos e na prevenção de certas doenças graves.

Os telejornais também têm muita influência no cotidiano dos brasileiros, uma vez que, existem pessoas que confiam cegamente nesse meio. Portanto quaisquer informações que esse veículo fornece são consideradas “verdadeiras” para muitas pessoas, quando na verdade, podem ser falsas ou mostrar apenas um lado do fato, com o objetivo de manipular a opinião pública. Para causar uma comoção pública ou até um “apavoramento” coletivo, como por exemplo, no caso da Gripe Suína.

Determinados programas são criados apenas com a finalidade de entreter, o que torna muitas pessoas incapazes de desenvolver pensamentos mais complexos. Isso as transforma em presas fáceis para as publicidades e merchandising embutidos nesses. E podem também prejudicar o seu psicológico e a sua vida financeira, porque se uma pessoa quiser adquirir cada vez mais bens materiais e não conseguir, ela pode ficar com baixa auto-estima, ou até mesmo adquirir dívidas altas.

Não restam dúvidas de que a TV influencia muito o cotidiano e a cultura do brasileiro, mas a TV Digital está chegando aos poucos. E com certeza ela vai participar muito mais da vida dessa população, considerando que a programação ficará mais segmentada, atendendo assim um público maior, que dedicará mais tempo do seu dia para a apreciação desse veículo de comunicação de massa. Além disso, cada um poderá gravar seus programas favoritos para assistir a hora que puder.
Janslúcia Renk
Jornalismo 6° período
___________

Cultura e Mídia

A mídia brasileira, no atual cenário da pós-modernidade, possui uma forte influência não só na sociedade como um todo, mas também na própria cultura nacional. Um dos principais fatores para a criação deste status-quo foi a popularização dos televisores, que permitiram um alcance maior dos grandes grupos de mídia a uma parcela considerável da população.

Enquanto o rádio e os jornais impressos continuaram existindo sob uma permanente, mas reduzida popularidade, a televisão brasileira atingiu um grau de influência pública e cultural que até hoje foi impossível de se repetir. Destacam-se especialmente os telejornais, que além de motivarem a criação de novos hábitos na população, também possuem grande capacidade em manipular a opinião pública, que utilizam para servir a interesses diversos.

Mas da mesma forma que o rádio perdeu boa parte de sua audiência, nada impede que ocorram novas mudanças na relação cultura-mídia, sendo que algumas já estão em processo de desenvolvimento. A evolução constante das tecnologias digitais já tem influência na mídia e na cultura brasileiras, e é apenas uma questão de tempo até que uma parcela suficiente da população esteja se envolvendo e participando da nova revolução cultural.

Pedro Vieira – 6º Período de Jornalismo

__________

De que forma a mídia influencia a cultura

Ela influencia consideravelmente o comportamento das pessoas, principalmente as jovens e pouco instruídas. A padronização da sociedade é de grande interesse da mídia, considerando-se que uma massa uniforme é muito mais fácil de ser conhecida e assim manipulada para o modo de vista capitalista. Este tem lá suas vantagens e desvantagens, isso não vem ao caso agora, è muito triste ver uma população quase abandonando sua cultura própria, em prol de outra. Por exemplo, a cultura norte-americana, e suas musicas “pop” que é derramada sobre a sociedade diariamente, sem que seja percebida, quando nos damos conta já estamos cantando-a e esquecemos-nos de cantar as nossas próprias músicas.  A Indústria da cultura lança diariamente novas melodias, não se importando se a letra possui sentido ou não (Funks com letras sensuais ou com duplo sentido), o que melhor  vender será exposto na mídia, e logo será um sucesso. A mídia nos dia atuais praticamente dita o que é bonito usar, o que é legal de se ter, esquecendo-se que cada regionalidade, possui seu próprio biótipo, sua própria cultura, que  é muito bonita essa diversificação.  Fugindo agora deste conceito que pode parecer intencional para “agradar” aos olhos de quem quer que seja, devo ressaltar que a gravidez na adolescência em seu crescimento está intimamente relacionada com a puberdade precoce, incentivo da mídia à sexualidade (novelas, por exemplo) e a falta de incentivo desta à cultura e aos estudos.  Podemos observar que a mídia nunca passou a idéia de que estudar é gostos?  Para termos uma exemplificação disto, vamos nos lembrar da Malhação, novelinha da Globo: os alunos estudam? Qual a porcentagem do tempo da novela eles estão em sala de aula? Inconscientemente, este exemplo é passado, e também o do cabelo liso, corpos magérrimos, ditando mais uma vez que esta é a imagem que se deve ter, deixando completamente de lado a beleza particular de cada pessoa.

Débora Vianello

5º Período Jornalismo

_________

A mídia e a cultura

A mídia exerce uma grande influência na cultura das pessoas, tanto no modo de se vestir, comer, quanto no que ler ou assistir. Ao anunciar um show de um determinado cantor, por exemplo, só faz elogios, como é o caso do apresentador Fausto Silva, em seu programa semanal. Ao agir desse modo, a mídia, além de nos manipular, também não nos respeita, ignorando que talvez tivéssemos a nossa própria opinião.

Se pararmos para observar, só tomamos conhecimento das coisas, dos acontecimentos, através da mídia. É a mídia quem nos fornece os conceitos de ideias e padrões, do que é certo ou errado. Se a mídia nos indica o nome de um livro, uma peça teatral, e, até mesmo um passeio turístico, não pensamos duas vezes em adquirir os produtos.

Por outro lado, a cultura também é influenciada pela mídia. Podemos observar isso quando através de uma novela é lançada uma determinada moda, um passo de dança, e até mesmo bijuterias. O exemplo mais recente é o da novela Caminho das Índias, onde a influência é muito grande com relação àquelas roupas largas e estampadas, que sempre existiram, porém não eram muito usadas.

Sônia Regina Ribeiro Araújo

____________

Cultura e Mídia

Ao me indagar sobre a correlação entre cultura e mídia, me deparo com aquela velha pergunta: Quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha? Pois, sabemos que uma coisa é conseqüência da outra, e sendo assim me perco ao entender à mídia sofrendo influência da cultura ou vice versa.

Ao citar o filme “O quarto poder”, trago em minha mente o “poder” (como sugere o título) que os canais midiáticos têm sobre a população. Voltando ao quesito “influências” vejo que nos dias atuais o que faz as pessoas serem de tal forma, ou agirem de tal maneira, é tudo aquilo que é mostrado principalmente na Televisão, sendo esse o meio mais usado para se ter acesso aos acontecimentos em todo o mundo.

A relação ‘cultura e mídia’ deve ser positiva uma vez que a mídia dá acesso à cultura popular para aqueles que não se privilegiam disso no seu cotidiano. O problema é que muitas vezes é mostrado somente o que se considera atual, e vamos combinar que tudo que é atual foge um pouco das raízes.

Ao lembrar que cultura abrange uma série de outros pequenos temas, torna-se infinita essa análise uma vez que religião e costumes também fazem parte desta. Sendo de uma imensidão tão rica, a diversidade da cultura brasileira por tantas vezes fica no esquecimento daqueles que estão diretamente ligados aos meios de comunicação.

O que falta é o cuidado ao selecionar o que viria a ser a cultura de certo povo, e como isso deveria ser passado para que a população tenha algo a acrescentar à partir desse conhecimento.
Nathália Fajardo
_________
Cultura e Mídia

O conceito de cultura é muito amplo, mas sabemos que ela existe desde o momento em que o ser humano existe, pois ela é tudo aquilo que o representa, suas tradições, costumes, língua, crenças, valores, moral, leis entre outros. A cultura de uma sociedade rege o comportamento do indivíduo, pois é por ter a mesma cultura, que vivemos em sociedade e constituímos um povo de um país ou de uma região.

A mídia veicula inúmeras manifestações culturais de um determinado povo, como, artísticas, sociais, religiosas e comportamentais. Os meios de comunicação de massa são diretamente influenciados pela cultura da sociedade em que estão inseridos.

Porém, a mídia também influencia os hábitos de um povo, ao trazer novas culturas para a sociedade. É comum vermos em telenovelas brasileiras a cultura de outras nações, e no período em que as mesmas estão no ar, é normal algumas pessoas adquirirem hábitos lingüísticos, alimentícios, e até artísticos, como músicas e danças de outros povos. Além de ditar moda no vestuário e no visual, principalmente, para as mulheres.

Cultura e mídia estão interligadas, uma influenciando a outra, trazendo informação e conhecimento para a população.

Yara Garajau

_____________

A influência da mídia na cultura nacional

Em tempos atuais, observamos com imensa clareza, o impacto da mídia sobre o padrão cultural de nossa sociedade.através da televisão, que é a mídia onde maior parte da população tem acesso, vê-se os ditames disseminados pela mesma e a incorporação no modo de vida da sociedade.

Os diversos tipos de programa(telenovelas,noticiários e programas de entretenimento em geral)criam na maior parte da população, que carece de discernimento quanto ao conteúdo, um modelo a ser seguido.

O fenômeno da internet tem permitido aos usuários diversas possibilidades de informação, para que os mesmos, possam formar por si só, o seu modelo de vida.É importante frisar que, de pouco adianta variedade de informação sem que o indivíduo tenha  o mínimo de formação para questioná-las.

É fato sim, o poder da mídia na sociedade, entretanto, não se deve nunca esquecer que é necessário capacitar cidadãos e torná-los formadores de opinião, para que possam filtrar o que a mídia, insessantemente prega todos os dias como uma lei a ser seguida.

Carlos Eduardo Bergo Coelho

_____________

AS RELAÇÕES ENTRE CULTURA E MIDIA

A relação entre a mídia e a cultura é algo atemporal e ilimitado. Digo isso porque acho que essas influências nos acompanham desde que o homem aprimorou seus recursos de comunicação, sempre modificados ao logo do tempo. A identidade de um indivíduo se caracteriza pelo misto desses dois fatores. Os alimentos consumidos, as vestimentas, as linguagens, os padrões de beleza, enfim, praticamente tudo que vemos e compramos é fruto da extensão da mídia sobre a sociedade. Aqueles que normalmente não possuem condições financeiras ou mesmo que se contorcem para desviar das “balas mágicas” disparadas pelos padrões impostos, normalmente não sobrevivem por muito tempo nessa realidade selvagem de paradigmas. Eu acho que o objetivo midiático é transformar tudo em objeto, em algo comprável, palpável ou não. O prazer é o principal produto – para não dizer o único – disponível nas prateleiras de filmes, novelas, programas e outras mil alternativas de consumo repostas diariamente.

A cultura, também tem sua participação nesse processo de construção de identidade e de influência comportamental. Ambos se completam, se fundem e se confundem. Aprendemos desde pequenos a usar o dinheiro a nosso favor, a nos emocionarmos diante de uma cena de beijo, das dicas de relacionamentos dispostos nas revistas (femininas e masculinas), da beleza de corpos esbeltos e saudáveis desenhados milimetricamente pelo deus Photoshop, nos causando comparações e frustrações, as roupas maravilhosas, coloridas e caras que as atrizes usam nas novelas, os chavões que viram febre depois de alguns meses na boca do povo, entre mil e outros fatores que gritam na nossa cara que devemos possuí-los, nem que seja por um instante. E realmente se paga caro por isso. Não, não me refiro a dinheiro, me refiro a outra riqueza que perdemos. Perdemos tempo, relacionamentos, saúde, afeto, contato. O prazer legítimo das coisas da vida está sendo distanciado tanto pela necessidade cultural de mudança e de suprir as carências da sociedade, quanto pelas ofertas da mídia que tentam preencher nossas lacunas. Alienados ou não, somos vazios por dentro. Não nos satisfazemos mais com pouco, precisamos acompanhar esse ciclo vicioso que nos faz pensar que um celular já é obsoleto porque foi fabricado um outro mais moderno. E isso é a maior prova da influencia do pensamento consumista que cultivamos, banalizando o valor real das coisas.

Acreditamos que o melhor é ser bonito, fashion, diferente e moderno. Porém, na esperança de sermos diferentes, acabamos nos igualando da pior forma possível, escravos conscientes (?) do meio externo. O mais incrível é que a mídia é tida como um fator sem dono, o todo-poderoso que controla a tudo e a todos. Mas nós, jornalistas e estudantes de jornalismo também somos responsáveis pela construção do 4º poder. De quem é culpa afinal? Como controlar esse consumismo exacerbado tanto incentivado pelos meios de comunicação? Como destruir paradigmas e preconceitos de quem não os segue? No meu ponto de vista, além dessas questões, é preciso, antes de tudo, sabermos até que ponto devemos permitir ou ignorar as ações da mídia em nossas vidas. Enquanto não obtemos essas respostas, é necessária a disseminação da reflexão sobre o assunto, caso contrário, é bom prepararmos nossas veias para suportarmos na pele o desconforto causado pela agulha hipodérmica.

Pâmila Silva de Sales

5º período de Jornalismo

_____________

Cultura como influência da mídia

A sociedade é muito influenciada pelo que diz ou mostra a mídia. Diante disso, não se pode negar que os meios de comunicação influenciam sim a cultura. As pessoas tendem a absorver aquilo que os canais comunicativos os colocam à disposição. Tanto informações, quanto na forma de produtos, oferecidos pela publicidade.

Dessa forma, pode-se dizer que a mídia estimula, produz e vende cultura. Estimulando-a, faz com que cada vez mais as pessoas procurem os meios de comunicação para passar alguma mensagem à população, ou “introduzir” no meio dela algum produto com o qual obterá lucro.

E assim a sociedade cria costumes, comportamentos, valores, ações que viram padrão, ou seja, cria a identidade daquela determinada região. Não só da mídia se faz à cultura, mas pode-se afirmar que grande parte dela é manipulada pelos meios de comunicação. E isso vem crescendo, se tornando cada vez mais comum utilizar-se da mídia para adquirir algum conhecimento.

Quando se fala em moda, por exemplo, os canais de comunicação são os mais procurados para se conhecer as tendências da próxima estação. Isso nada mais é daquilo que podemos chamar de indústria cultural. Cultura “vendida” através da mídia. Essa associação dos canais de comunicação como a indústria que vende cultura é comum ao observar a sociedade.

A superexposição da arte popular, também passa a ser o fator de mais influência na população. Tanto quanto a comercialização de CDs, DVDs e tudo aquilo que acompanha o enorme risco de banalização da arte. O que não seria bom para as culturas erudita e popular de modo respectivamente diferente, pois o altíssimo grau de elaboração utilizado na fabricação da primeira, pode se dizer que funciona como um escudo que impede o barateamento. Não é o que acontece com outros tipos de arte.

Leiliane Henriques

_____________

Qual a relação entre mídia e cultura?

A cultura de um povo é formada por todas as influências passadas e presentes, consolidando e modificando o modo de ser de cada  habitante de determinada região.

Muitas vezes a cultura sofre sobreposição de outras culturas, formando uma nova cultura.

Mas a mídia tem um papel mais importante e persuasivo na modificação da cultura. Moldam-se comportamentos, estimulam-se condutas voltadas ao consumo, ao lazer, mas também ao desenvolvimento de valores inerentes à formação da personalidade individual.

A televisão, por ser uma mídia de grande abrangência, influencia toda uma geração responsável por levar o país à frente, através de um repertório apreendido por anos e anos de presença desse veículo em suas vidas, com repercussões positivas e negativas sobre os mesmos. As outras foram de mídia também influenciam a cultura. Também a cultura influencia a mídia na medida em que determina o que esta deve divulgar e mostrar. Penso que todas são importantes na convivência humana, principalmente por desenvolver a consciência crítica do homem frente a carga de informações que recebe.

Jorge Luiz Destro de Macedo

___________

CADA UMA, O MUNDO INTEIRO DA OUTRA

A mídia e a cultura se relacionam de forma que, uma influência a outra. Ambas são “pautadas” por elas mesmas, criando um circulo vicioso que beneficia e prejudica ao mesmo tempo.

Um determinado programa se inspira em determinadas tradições culturais de um local em sua criação. O mesmo, podendo ser uma novela, filme ou talvez um teatro, é exibido em vários lugares ao redor do mundo ou até dentro do país onde foi desenvolvido. Tendo esse país uma diversidade cultural enorme ou não, o efeito seria o mesmo.

A “exportação cultural” através da mídia chegaria aos povos influenciando as pessoas no modo de viver, pensar e agir, direta ou indiretamente. Dessa forma, os costumes da população seriam alterados momentaneamente ou não.

A “boa notícia” é que a mistura cultural pode enriquecer e contribuir para o desenvolvimento de uma sociedade. A “má notícia” é que muito pode se perder, culturalmente falando, das tradições do local onde esse programa foi exibido.

Muito se perde, muito se ganha, acredito que toda forma de cultura é válida e a mistura cultural sempre se faz necessária, temos que mudar para evoluir, isso é fato. A mídia divulgando a cultura se beneficia pois, o interesse do público pelo comportamento de outros povos é grande, gera audiência, gera dinheiro. E a divulgação cultural contribui para a evolução cultural, portanto, uma mão lava a outra.

Maicon Douglas do Carmo

Jornalismo 5° período

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: